169

Lote 33 • 1º dia

169

Leilão 65 - Leilão de Arte e Design

RUBEM VALENTIM (1922 - 1991)

“Emblema, 1987”.

Acrílico s/ tela.
Reproduzido no Catalogo de Evandro Carneiro


"Minha arte tem um sentido monumental intrínseco. Vem do rito, da festa. Busca as raízes e poderia reencontrá-las no espaço, como uma espécie de ressocialização da arte, pertencendo ao povo. É a mesma monumentalidade dos totens, ponto de referência de toda a tribo. (RUBEM VALENTIM)

Rubem Valentim, inicia seu trabalho de pintor na década de 1940, como autodidata. Desde o início de sua produção, nota-se um forte interesse pelas tradições populares do Nordeste, como, por exemplo, pela cerâmica do Recôncavo Baiano.

A partir da década de 1950, o artista tem como referência o universo religioso, principalmente aquele relacionado ao candomblé ou à umbanda, com suas ferramentas de culto, estruturas dos altares e símbolos dos deuses. Esses signos ou emblemas são originalmente geométricos.

Além da pintura, no final da década de 1960 passa a realizar murais, relevos e esculturas monumentais em madeira, mantendo-se sempre constante em sua poética.


100 x 73 cm

para ver
o valor de arremate

Lotes relacionados

Ver todos os 275 lotes »

Ver todos os 275 lotes »