19

Lote 72 • 1º dia

19

Leilão 69 - Leilão de Arte & Design

BRUNO TAUSZ

“Estudo da Cor, 1972”.

Guache s/ papel
Ass. inf. direito

Em 1970 fundou, com Ivan Serpa, o Centro de Pesquisa de Arte. No ano de 1973, com a morte do Ivan Serpa, alguns de seus alunos migraram para Bruno Tausz, no mesmo Centro de Pesquisa de Arte, que ficava na Rua Paul Redfern, número 48

De origem italiana, nasceu em Fiume. Em 1940 chegou ao Rio de Janeiro, onde estudou na Escola Nacional de Belas Artes com Osvaldo Teixeira e na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Posteriormente estudou nas academias de Roma e Florença.

Bruno Tausz não participou ativamente de nenhum movimento artístico construtivo brasileiro, dos anos de 1950 a 1960, mas sua produção e linguagem foi apresentada em exposições com abstração de
perfil geométrico, ao longo dessas décadas e das seguintes. Ele influenciou, e muito, seu tempo.


Em 1961, foi premiado no Salão Nacional de Belas Artes.
Em 1966, expôs individualmente, com sucesso, em Roma.
Em 1966, foi novamente premiado no Salão Nacional de Belas Artes.
A partir de 1968 dedicou-se ao magistério e criou um programa de divulgação artística pela televisão.
Em 1969, expos individualmente no Rio de Janeiro
Em 1975, voltou a expor no Rio de Janeiro quando sua obra já estava repaginada.
Em 1976, na Galeria de Arte e Pesquisa da Universidade Federal do Espírito Santo, exibiu 14 pinturas e 20 serigrafias e lançou um livro. Também exibiu suas pesquisas em video arte com os seus curta metragens produzidos em super 8.
Em 1976, publicou o livro A linguagem da cor.


Outros destaques foram as inúmeras exposições coletivas em que sua obra dialogavam com a abstração
concreta e Neoconcreta que faziam parte dos embates monopolizadores dos setores culturais brasileiros.


26 x 26 cm

para ver
o valor de arremate

Lotes relacionados

Ver todos os 148 lotes »

Ver todos os 148 lotes »