109

Lote 71 • 1º dia

109

Leilão 64 - Leilão de Arte, Antiguidade e Design

Amilcar de Castro

Paraisópolis , 1920 -2002

“Sem título, 1978”.

Tecnica mista, acrílico, tronchas e vassouras
Ass. inf. direito
Registrado no Instituto - ID.ACVDES5861978

Amilcar integrou em 1956/7 da Exposição Nacional de Arte Concreta, organizada pelo Grupo Ruptura no MAM-SP e no MAM-RJ. Junto com Lygia Clark, Lygia Pape, Reynaldo Jardim, Franz Weissmann e Theon Spanudis, em 1959, assina o Manifesto Neoconcreto redigido por Ferreira Gullar. Fazem as exposições:
Em 1959 no MAM-RJ e no Belvedere da Sé Salvador.
Em 1960 MEC Rio de Janeiro.
Em 1960 exposição internacional de arte concreta “Konkrete Kunst”, organizada por Max Bill, em Zurique.
Em 1961 MAM-SP.
Somente em 1973 passa a ser independente de grupos e estilos quando desenvolve pinturas em acrílico com trinchas e vassouras. Essas obras ficaram desconhecidos do público até 1976, no IV Salão Global de Inverno de 1976, em Belo Horizonte.

Seguindo essa nova personalidade em sua pintura, no ano desta obra, realiza sua primeira exposição individual no Brasil, na Galeria de Arte Raquel Arnaud de São Paulo. É premiado na categoria Escultura do Salão Nacional de Arte Moderna. e faz sua maior escultura com 32 m. Esses feitos, em 1979, recebe sala especial da XV Bienal Internacional de São Paulo.


60 x 106 cm

para ver
o valor de arremate

Lotes relacionados

Ver todos os 281 lotes »

Ver todos os 281 lotes »